Greve em Imbituba tem pontos de concentração

28/04/2017 - 03:31

Movimentos vão se concentrar nos bairros Centro e Paes Leme

Greve em Imbituba tem pontos de concentração

Aderindo a paralisação nacional, a cidade de Imbituba também terá diversos setores parados e o principal deles é o porto da cidade com todos os sindicatos paralisando completamente as atividades. A concentração da categoria, acontece em frente ao Orgão Gestor da Mão de Obra (Ogmo), onde todas as categorias travam uma batalha contra os operadores (patrões) para não perderem seus empregos.

 
Professores, funcionários públicos, bancários entre outras categorias também vão aderir ao movimento e diversos serviços não devem funcionar nesta sexta. Alguns movimentos políticos tentam se infiltrar no movimento como o caso da CUT, ligada diretamente a defesa de um partido nacional, responsável pela pior corrupção e recessão da história do Brasil.
 
Em Imbituba, a concentração também acontece em frente à Escola Estadual Eng.º Annes Gualberto, no bairro Paes Leme, a partir das 13h30, de onde os manifestantes saem em direção ao Centro da cidade até a Câmara de Vereadores. No local, os trabalhadores irão pedir o apoio dos parlamentares de Imbituba e da sociedade no sentido de impedir a tramitação e aprovação das reformas impostas pelo governo federal.
 
A Associação Juízes para a Democracia (AJD) manifestou o apoio à greve geral, afirmando que esta é legitimada pelo art. 9º da Constituição da República, “bem como às iniciativas de todos os tribunais do país no mesmo sentido, tendo em vista que a desconstrução em curso do Estado de Bem Estar Social projetado constitucionalmente atinge frontalmente a função institucional do Poder Judiciário“.
 
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) também são algumas das entidades que aderiram a greve.
 


Comentários: