Dep. “imbitubenses” são favoráveis a reforma

27/04/2017 - 11:19

Deputados imbitubenses que se dizem defensores da cidade e receberam milhares de votos votaram a favor

A câmara dos deputados aprovou de forma ágil e em tempo recordo o texto base da reforma trabalhista que dará fim a uma série de benefícios aos trabalhadores assalariados. Agora, o projeto de lei altera mais de 100 pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Entre as alterações, a medida estabelece que nas negociações trabalhistas poderá prevalecer o acordado sobre o legislado e o sindicato não mais precisará auxiliar o trabalhador na rescisão trabalhista.
 
Entre os deputados federais catarinenses, há aqueles que se dizem bem imbitubenses e votaram contra os trabalhadores da cidade que os representam, caso de Jorginho Mello do PR, Marco Tebaldi do PSDB e Ronaldo Benedet do PMDB e Mauro Mariani, com influência direta na formação da eleição de Imbituba e também do estado.
 
O deputado Ronaldo Benedet já recebeu, inclusive, uma manifestação em frente a sua casa. O novo texto também prevê o parcelamento em até três vezes das férias a serem pagas pelo trabalhador, além de diversas outras alterações.
 
Veja como os deputados federais catarinenses votaram no texto-base da reforma trabalhista:
 
Carmen Zanotto (PPS) Não
Celso Maldaner (PMDB) Sim
Cesar Souza (PSD) Ausente
Décio Lima (PT) Não
Esperidião Amin (PP) Não
Geovânia de Sá (PSDB) Não
João Paulo Kleinubing (PSD) Sim 
João Rodrigues (PSD) Sim
Jorge Boeira (PP) Não
Jorginho Mello (PR) Sim
Marco Tebaldi (PSDB) Sim
Mauro Mariani (PMDB) Sim
Pedro Uczai (PT) Não
Rogério Peninha (PMDB) Sim
Ronaldo Benedet (PMDB) Sim
Valdir Colatto (PMDB) Sim
 


Comentários: